2381908

Por: Deise Navarro

Após vivenciar situações como ficar horas no trânsito, discutir com um colega de trabalho ou participar de reuniões extremamente importantes e tensas é possível se perceber com sintomas físicos como um leve tremor nas mãos, dores de estômago e muita tensão na região dos ombros e pescoço. Sintomas que podem perdurar por algumas horas ou dias.

Você se sente assim nessas ocasiões? Bem, certamente a descrição acima não é nenhuma novidade para a maioria de nós. Mas parece que a pós-modernidade trouxe novos desencadeadores de sintomas de estresse. Segundo dados de estudos sobre o tema, esses mesmos sintomas têm sido detectados por pessoas que passam muito tempo diante do computador com vários programas e aplicativos abertos enquanto tentam realizar tarefas profissionais.

Uma das razões disso é tentar não ficar de fora de nenhum acontecimento ou notícia importante.  Fazendo uma análise psicológica, a sensação de estar ligado a tudo que acontece o tempo todo parece satisfazer, em alguma medida, um desejo (fantasia inconsciente) de ser onipresente. Afinal, quem de nós nunca sonhou em estar em muitos lugares ao mesmo tempo?

Porém, o fato de você ficar ligado no TweetDeck, no LinkedIn, no Facebook e no Outlook enquanto trabalha em um projeto provoca a queda de sua produtividade, pois faz com que fique impossível usar sua capacidade de concentração. Além de ficarmos impossibilitados de investir em uma coisa de cada vez, a evidência de nossos limites provoca o aumento dos níveis de ansiedade de forma significativa. No final do dia, sentimos “na pele” toda a tensão por não conseguir dar conta de tudo, o que gera frustração e desânimo.

Dicas para diminuir a ansiedade:
Poderíamos engatar em discussões filosóficas que trariam algum alívio e levariam ou não a saídas, mas como eu acredito no poder da atitude para dar uma força às emoções, sugiro abaixo algumas dicas para aliviar os sintomas e dar a você a chance de se conectar mais, não apenas com seus projetos, mas também com você mesmo.

1 – Prazos e Projetos: Concentre-se em sua produção, fechando os aplicativos que não são necessários para a execução do trabalho.

2 – Reorganize seu tempo: Estipule períodos de tempo de concentração inegociáveis. Você pode estipular pequenos períodos, por exemplo, a cada 20 min de trabalho (pensando numa tarefa) sem atender celular ou checar email ou redes sociais, você terá 5 minutos de pausa para fazer isso. Vá aumentando o tempo de concentração aos poucos. Você também pode avisar seus colegas que está numa tarefa que exige sua concentração e pedir que não o interrompam por algum tempo.

3 – Responsabilize-se: Acostume-se a planejar suas ações e estipule cronogramas para o cumprimento de tarefas importantes.

4 – Evite ansiedade desnecessária: Desenvolva o hábito de fazer uma avaliação crítica sobre o que você lê ou ouve. Assim você poderá discernir o que é e o que não é importante

5 – Uma vida saudável também passa pelo tempo dedicado as refeições: Opte por fazer refeições em lugares mais calmos, evitando comer diante do computador e procure deixar o celular desligado pelo menos durante o tempo que está almoçando. Uma dica é estipular um tempo razoável para terminar seu prato de comida.

6 – Envolva-se em suas vivências e produções: Procure se envolver intensamente com os momentos que estiver vivendo e com as atividades que estiver realizando. Isso o ajudará a estimular suas funções mentais e psicológicas, produzindo satisfação. Mesmo que para isso você precise ficar longe da internet e desligar seu celular.

7 – Desenvolva relacionamentos nos quais a presença física do outro seja frequente e que favoreça experiências como longas conversas sobre diversos assuntos, risadas e contato físico.

Deise Navarro é Psicóloga e Orientadora Profissional e de Carreira pela USP
2018-02-13T18:15:50+00:00