Autonomia de Escolha – Processo de Orientação Profissional

///Autonomia de Escolha – Processo de Orientação Profissional

Orientação Profissional

Por: JSM, 32 anos

Foi num bar tipicamente Paulistano, numa conversa com amigas, que a ideia de procurar por Orientação Profissional surgiu. Na época, eu estava me sentindo desmotivada e sem vontade de ir trabalhar e comentei com elas sobre a dificuldade e o desânimo que eu enfrentava logo cedo ao ouvir o despertador. Conversa vai, conversa vem, uma das garotas me disse que havia passado por isso há algum tempo, que teve ajuda num processo de Orientação Profissional e me deu o cartão da pessoa que mais tarde veio a me ajudar.

Quando eu cheguei ao atendimento eu me sentia emocional e fisicamente exausta, tomada por uma frustração imensa e sem ver qualquer perspectiva de futuro. Principalmente as sessões iniciais, de autoconhecimento, me ajudaram muito, porque serviram para que eu pudesse ter mais claros meus desejos e identificar melhor o que é realmente importante para mim.

Antes de passar pelo processo, me lembro que a coisa mais desagradável que enfrentei foi a sensação de não ter saída. Sobre isso, minha orientadora explicou que quando não temos claro o que queremos e quais recursos pessoais, financeiros e sociais estão disponíveis para realizar mudanças, perdemos a esperança no futuro e na vida de modo geral. Era o que eu sentia e como resultado disso eu acabava escolhendo mais pelos outros ou para resolver crises do que por mim mesma. Parece que tem horas que a gente entra no “deixa a vida me levar” e daí os desejos coletivos, aquilo que a sociedade diz que tem que ser feito, acabam ocupando mais lugar na nossa vida do que os nossos próprios desejos.

E embora eu tenha duvidado que 10 sessões seriam suficientes para trabalhar minha identidade profissional foi o que aconteceu e no final do Programa, já que decidi mudar de área confiando que tudo daria certo. Eu me sentia segura por ter claro o que realmente queria para mim naquele momento.

Hoje estou cursando uma especialização em uma área diferente da minha formação e tenho feito alguns trabalhos como autônoma,

http://paydayloansusca.com ? payday loans online ? installment payday loans ? payday 2 update ? online payday advance ? online payday loans

para arcar com minhas despesas.

Dificuldades? Sim…tenho encontrado algumas. Mas a sensação de liberdade de escolha compensa todas elas e me ajuda a buscar adaptações e saídas condizentes com minhas possibilidades e desejos.

Bem, só tenho a agradecer por ter tido a oportunidade de redirecionar minha vida profissional com a ajuda de alguém que, além de ser competente, foi muito cuidadosa comigo.

JSM, 32 anos, Administradora de Empresas.

2018-04-17T13:08:00+00:00 By |Categories: Depoimentos|
%d blogueiros gostam disto: