Por: Rede OP

A fase de transição entre a adolescência e a vida adulta é marcada por mudanças importantes e difíceis tomadas de decisão, especialmente ao que se refere ao futuro profissional. De acordo com a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), a juventude estende-se dos 16 aos 29 anos, período decisivo da vida profissional, pois abrange tanto o momento da primeira escolha – que em geral acontece na adolescência – quanto os primeiros anos do jovem no ensino superior e sua entrada no mercado de trabalho.

Para dar conta das angústias e desafios que rodeiam os jovens nesse período, a psicóloga Deise Navarro desenvolveu um modelo de atendimento chamado “Programa In: Integração da Identidade Profissional”. Um processo de Coaching Vocacional personalizado, feito em oito encontros, e que tem por objetivo ajudar adolescentes e jovens nos processos de definição e planejamento de carreira.

O Programa In tem como ponto de partida a busca por autoconhecimento e para isso utiliza-se de algumas ferramentas que são aplicadas em sessões estruturadas com começo, meio e fim. Entre as ferramentas destacá-se o MBTI. Um eficiente identificador de Perfi Psicológico que possibilita não apenas o aprofundamento no autoconhecimento – e com isso o aumento das chances de fazer escolhas mais autênticas – mas também a possibilidade de criar um plano efetivo de autodesenvolvimento.

O MBTI foi desenvolvido por duas americanas em meados do século passado e tem como base a Teoria de Tipos Psicológicos cunhada por Jung. Com de 70 anos de estudos, sua objetividade na definição de perfis psicológicos costuma impressionar devido a precisão com a qual explica comportamentos e atitudes de diferentes pessoas. O MBTI consegue identificar quatro dimensões do funcionamento psicológico do ser humano – Como as pessoas se motivam, como captam e processam informações, com base em que tomam decisões e qual estilo  de vida preferem manter. Cada perfil tem uma dinâmica própria e  é representado por quatro letras. A compreensão da dinâmica psicológica dos tipos também explica não só porque nos comportamos de determinadas maneiras, mas também como podemos nos desenvolver a partir desse reconhecimento. No que tange a escolha profissional, cada tipo psicológico se relaciona com interesses e profissões específicas, o que permite escolhas genuínas e a sensação de realização na carreira.

Após a fase de autoconhecimento, programa busca identificar os critérios de escolha profissional do jovem. Nesse momento, costuma-se fazer também a análises a respeito das faculdades que têm mais a ver com o perfil psicológico do jovem e no caso daqueles que buscam planejamento de carreira, a avaliação de cursos e de instituições que oferecem cursos de pós-graduação.

Em seguida, o Programa In propõe a realização de uma pesquisa de mercado de trabalho e finaliza com a estruturação de um Plano de Ação que visa aumentar as chances de obter sucesso no Projeto de Vida do jovem. Porque Projeto de Vida? Porque entende-se que a identificação de uma vocação implica em escolhas que vão além do curso universitário, pois define caminhos que impactam todos os aspectos da vida de uma pessoa.

Na sessão de encerramento do Programa In, os pais são convidados para receberem a explicação do perfil psicológico do(a) filho(a) e também para compreender toda trajetória trilhada nos atendimentos.

Muitos jovens têm usufruído dos benefícios desse atendimento e encontrado não só carreiras, mas também relacionamentos mais satisfatórios. Nas palavras de um deles:

Nossa! Eu nunca tive tanta certeza de querer algo como hoje. Escolho por medicina! O MBTI é  impressionante mesmo! Obrigado. M.S.J – 17 anos

Deise Navarro, Psicóloga, Coach de Autoconhecimento e Carreira. Orientadora Profissional pela USP com certificação em MBTI.

 

 

2018-05-02T22:25:47+00:00