Reavaliei minha autoimagem na OP

///Reavaliei minha autoimagem na OP

Autoimagem

Por: L.V, 29 anos

Sem receber uma oferta real de um plano de carreira, enxergando poucas perspectivas de crescimento em minha área de atuação e me sentido pressionada e insegura todas as vezes que imaginava quanto tempo eu ainda estaria satisfeita e seria bem remunerada numa área de atuação tão prática quanto a Educação Física, decidi buscar pela Orientação Profissional.
A sensação que eu tinha era de fazer parte de um cenário no qual muitas pessoas estudam e trabalham muito, mas não têm o reconhecimento merecido. Foi por meio da Orientação Profissional que eu pude lutar contra essa ideia. Percebi que, muitas vezes, é o próprio profissional que, por não perceber seu real valor, acaba não deixando isso claro pras outras pessoas.
Passei a considerar realmente a qualidade do atendimento que eu oferecia aos meus alunos, a minha experiência profissional e minha qualificação técnica e, assim, pude rever o valor da minha hora de trabalho e também estipular limites mais claros sobre horários, formas de pagamento, reposição de aulas, etc.
Além de me ajudar nesses aspectos, esse processo de autovalorização que experimentei na OP me ajudou a rejeitar ofertas que não me trariam realização financeira, ainda que pudessem me dar algum status social. A verdade é que eu pude me aproximar de mim mesma, entender meu potencial e influenciar esse cenário, me valorizando e tendo uma mudança na minha imagem como profissional. E percebo que essa mudança influenciou meus clientes, pois tenho me sentido mais reconhecida por eles também.
Outra coisa que me agradou muito na OP foi aprender a organizar melhor o meu tempo de trabalho e de lazer. Hoje consigo equilibrar o investimento de tempo que faço em todas as esferas da minha vida. Fico mais atenta e sempre me questiono para avaliar se não estou ultrapassando a quantidade ideal de tempo para meu trabalho, pois eu quero mesmo é ter qualidade na minha vida. Aprendi a dizer “nãos” sem tanta culpa, ainda que seja pra mim mesma!
Acho que não só a minha área profissional, mas muitas outras também têm falta de profissionais organizados e que sabem se valorizar. Em minha opinião, todos deveriam fazer Orientação Profissional pelo menos uma vez na vida, pois, aqueles sentimentos turbulentos do dia a dia que deixam a cabeça explodindo são revistos e reavaliados e você descobre que sempre é possível melhorar e evoluir em todos os sentidos! L. V, 29 anos

2018-04-17T14:37:42+00:00 By |Categories: Depoimentos|
%d blogueiros gostam disto: